Notícias Anteriores

a

Conselho do MP é investigar

Os promotores de Justiça da Comarca, João Bosco de Rezende Bastos e André Silvares Vasconcelos, foram claros ao aconselharem a investigação pelo Legislativo das denúncias formuladas em cartas anônimas à Câmara de Vereadores de Piumhi. Isso, depois de terem sido procurados pelo presidente da Casa, José Seabra de Oliveira e vereadores Antônio Fernando (Detetive) Gomes e José Donizetti (Garrotti) Alves, estes dois, integrantes da Comissão Especial de Inquérito (CEI) que apurou o primeiro caso de acusação apócrifa endereçada à Câmara. O MP deu a entender que, se investigaram uma, por quê não as demais?

As duas últimas cartas anônimas insinuam irregularidades contra o prefeito Arlindo (Marcinho Contador) Barbosa Neto, o presidente Seabra e o secretário Fernando Detetive. O próprio prefeito revelou ao ALTO estar de pleno acordo com a sugestão dos promotores e que os casos devam mesmo ser investigados. Seabra, na sessão da terça, 25, deixou os vereadores à vontade para decidirem sobre o caso, adiantando que a questão volta a ser discutida em plenário na próxima reunião.