׀

 

 

Fundado em 19.11.1920 por José Firmino Pereira

 

Piumhi

׀

 

a

 

 Notícias

a

 

 Notícias da Semana

a

 

 Arquivo

a

a

 

 Sobre Piumhi

a

 

 A história

a

 

 Fotos

a

 

 Pontos turísticos

a

a

 

 Serviços

aa

 

 Telefones úteis

a

 

 Horário de ônibus

a

a

 

 Sobre o site

a

 

 Expediente

a

 

 Sugestões

a

 

 Fale conosco

a

 

O Tempo na região

|

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Edição: 3.793 - 13 a 19 de Outubro de 2014

|

UM MERGULHO NO FUNDO DO PASSADO
Região teve mar há 550 milhões de anos

Paisagem típica da Mata de Pains; formação calcárea, água e verde

 

O encontro de fragmentos de animais marinhos em Januária, no Norte de Minas, aponta para a existência, há 550 milhões de anos, de um mar raso que compreendia espaço hoje ocupado por diversos estados e os municípios de Piumhi e Bambuí.
 

‘Hoje o Grupo Bambuí ocorre sob outras áreas de Minas, mas é possível que tenha ocorrido também sobre Piumhi e Bambuí e tenha sido apenas erodido posteriormente. Neste sentido, poderia afirmar-se que estas regiões foram sim recobertas por um mar raso há cerca de 550 milhões de anos, no período Ediacarano’, conta ao ALTO o geólogo e professor do Instituto de Geociências e Ciências Exatas da UNESP, Lucas Warren, autor principal do estudo.

Edição da Semana

|

COM A RETIRADA das bancas comerciais na sexta, 17, a Prefeitura de Piumhi dá o chute inicial para as obras de revitalização da praça Padre Alberico. A frente de trabalho será instalada nesta segunda, 20, com o isolamento da área com tapumes para minimizar transtornos à população. Nas intervenções estão previstos investimentos da ordem de R$ 578 mil.

|

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O RITUAL SE REPETE
 

Oh! Deus, perdoe

este pobre coitado

Que de joelhos

rezou um bocado

Pedindo pra chuva
cair sem parar

|

SÚPLICA CEARENSE
LUIZ GONZAGA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É só as coisas apertarem que ela está de volta. Molha o madeiro do antigo Largo do Cruzeiro e de joelhos reza... repetindo uma tradicional crença de molhar a cruz para pedir por chuva. E foi o que se viu nos últimos dias com o retorno dessa devota que, a cada ano que a seca aperta, repete este ritual de fé. Foi assim em 2011 e agora em 2014 quando a população sofre e se mostra preocupada com a longa e severa estiagem sem precedentes na região.
 

Até a tarde da sexta, 17, entretanto, nenhum pingo de água, sol quente e uma névoa insistente durante a semana colaborando ainda mais para aumentar a sensação térmica com os termômetros batendo acima dos 30 graus em plena Primavera. Num dos anos mais secos de sua história, de janeiro até agora a precipitação pluviométrica acumulada não passa da marca dos 479,6 milímetros, pouco mais que a metade dos 868,8 milímetros contabilizados no mesmo período do ano passado.

 

Agricultor:refém da seca

Com prejuízo certo na cultura perene como o café, homem do campo espera pelas chuvas para o plantio de lavouras

 

Enquanto as chuvas não dão a cara o agricultor adia o plantio de suas lavouras tradicionais como as de feijão e milho. O quadro no campo é de apreensão e incerteza com a severa falta de água que compromete mesmo a perenidade de mananciais estratégicos. Mesmo cisternas, em algumas áreas, estão no limite.

 

Durante a semana, o engenheiro-agrônomo da EMATER Eli Mattioli e o chefe do IBGE Piumhi Otamir (Lute) José de Andrade se encontraram para fazer um diagnóstico dos efeitos da estiagem na região.

-----------------------------------------------------------------------

Cenário é de devastação no alto da serra da Canastra atingida duramente pelas chamas

 

PF investiga incêndios na Canastra

A Polícia Federal em Minas Gerais investiga sobre possíveis incêndios criminosos no Parque Nacional da Serra da Canastra.

 

A queimadas que aconteceram nos últimos meses devastaram praticamente toda a área da reserva natural.

-----------------------------------------------------------------------

Sentença em primeira instância anula concurso da PMP em 2011

Candidatos serão reembolsados

Sentença em primeira instância declara a nulidade do concurso para provimento de cargos realizado pela Prefeitura de Piumhi em outubro de 2011.

 

Determina que os candidatos sejam reembolsados da taxa de inscrição e que a empresa restitua ao caixa da municipalidade os valores recebidos para a execução do processo seletivo.

 

 

 

 

 

 

 

 

.

 

Última atualização: sábado, 18 de outubro de 2014